Canoa Quebrada, ainda hippie
, / 1879 0

Canoa Quebrada, ainda hippie

SHARE
Canoa Quebrada, ainda hippie

Canoa é conhecida pela Lua e Estrela esculpida na falésia e pelas areias vermelhas na frente do mar. Sua beleza atrai muitos turistas o ano inteiro. E muitos gringos resolvem mudar para lá, principalmente europeus: há restaurantes italianos, espanhóis e portugueses, os mesmos são de legítimos cidadãos do Velho Continente, o que contribui para que uma ex vila de pescadores se torne também cosmopolita. Passear pela Broadway depois das 20h00 (a rua principal de lá) é super divertido, há opções para todos os gostos do reggae ao forró, passando pela música eletrônica.

Lua e estrela de Canoa

Da última vez que estivemos por lá, escolhemos o restaurante do Argentino que fica no começo da Broadway bem próximo a chegada da praia. Excelente opção de carnes.

Distante 165 km de Fortaleza, Canoa dá pra ser conhecida num mesmo dia, mas recomendamos pelo menos 1 noite por lá para sentir a loucura da Broadway. Alugar um carro é a melhor opção para ir direto, pois o ônibus pára em várias praias antes de chegar e é cansativo para quem tem poucos dias.

Durante o dia, mais precisamente no fim da tarde o passeio de buggy é imperdível, conhecer as lagoas, ver toda a extensão da praia, fazer skibunda e ainda contemplar o por do sol são coisas que não se pode deixar de fazer por lá. Dá pra negociar R$35,00 por pessoa e fechar um grupo de 04. Procure recomendação na pousada que estiver ou nas barracas de praia.

Skibunda!

Para ficar relaxado, curtindo o banho de mar, o vento e apreciando a beleza de Canoa, escolha a barraca Lazy Days (chegando a praia caminhe para o lado direito em direção à Icapuí). A barraca tem um deck que protege do vento e tem bons pratos para almoço, peixes inteiros frescos e grelhados. Ótima caipirinha! Ela é menos turística e mais local, mas não tão roots. Equilíbrio!

O que o Frank mais gostou de Canoa foi conhecer um artista (na capa do post) que faz desenhos com areia colorida nas garrafas, conversar e conhecer pessoas simples que vivem da própria arte e que já foi pescador e, além disso, tem uma sabedoria imensa muito mais que letrados por aí. Esse foi, sem dúvida, o ponto alto da viagem e de quebra ainda compramos 3 trabalhos dele! Um super vintage não tão colorido que é inspirado no começo dos desenhos. E ele quis deixar claro: os trabalhos de areia colorida são oriundos de Majorlândia e não de Morro Branco!

Lendas de pescadores….

Por do Sol em Canoa

Related Article