Chegada na Cairótica e Embarque para Assuã
, / 1196 0

Chegada na Cairótica e Embarque para Assuã

SHARE
Chegada na Cairótica e Embarque para Assuã

Saímos de Barcelona para Paris para pegar nosso voo da Egyptair. Eu, de Airfrance, descendo no Terminal 2F e o Frank de Easyjet (low cost, custou EUR 85 + EUR 25da bagagem) descendo no Terminal 2D. Foi fácil para ambos pois a partir dos 2 terminais é possível caminhar até o CDGVAL, um trenzinho que interliga os 3 terminais do enorme aeroporto de Charles De Gaulle. Essa é a dica para quem desce no Terminal 2 e precisa pegar um voo no terminal 1. Siga as placas do CDGVAL. Super rápido.

Fizemos check in na Egyptair e já começamos a sentir o clima mulçumano. Pessoas vestidas como tal, fisionomias árabes. Egito, estamos chegando.

A aeronave era excelente, um Airbus com tela grande individual, não estava cheio e o voo foi bem tranquilo. Atrasou aprox. 30 minutos e chegamos no aeroporto do Cairo as 21h30. Aeroporto grande e moderno como qualquer capital do mundo. Welcome to Egito!

Para essa viagem seremos reis, pois contratamos uma agência: A Abu Simbel Travel. Contato: Omar asimbel@thewayout.net

Quem nos indicou foi nosso querido amigo Abílio. Todo o contato com eles foi bem tranquilo, sempre respondiam rápido as nossas dúvidas.

Tomamos essa decisão pois na época que começamos a programar a viagem, a crise política estava no auge. Achamos melhor evitar riscos. Também nos avisaram que o Egito não é um destino fácil, como fazer um mochilão na Europa. As pessoas tentam te enganar, você não tem ideia nenhuma do que eles estão falando. Na Ásia, também não entenderemos nada, mas acho que será mais fácil.

Antes de chegar na imigração, já vimos uma plaquinha com meu nome, lá estava Amer que fala muito bem português e nos ajudou a comprar o visto de entrada. Para a nossa surpresa, havia aumentado de valor, sabíamos que era USD 15,00, mas agora custa USD 25,00. Eu perguntei porque aumentou e ele disse porque sim. Fica a dica!

Visto Egito

Não havia fila para comprar o visto, logo depois entramos na fila e demorou uns 20 minutos para termos o passaporte carimbado e seguimos para a esteira de bagagem pegamos as mochilas e fomos sacar dinheiro no caixa do HSBC, que estava sem comunicação, então resolvemos trocar dólares por libras egípcias 100 USD = 715 libras.

Moeda Libras egípcias

Moeda Libras egípcias

Seguimos para o hotel, mais ou menos 1 hora e fomos pelo rodoanel egípcio, uma estrada que faz a volta na cidade sem trânsito, hoje é quinta-feira, véspera de final de semana, para eles, o fim de semana é sexta e sábado. Avenidas estavam cheias.

Fizemos check in no hotel Barcelo Pyramides Cairo, a maioria dos hotéis de rede ficam próximos as Pirâmides de Gizé que é a principal atração do Cairo, assim como o Museu do Cairo. Eu estava com fome e queria comer comida de rua, ver as pessoas, então saímos para caminhar na rua do hotel, não tínhamos muita opção, acabamos comendo shawarma (sanduíche de churrasquinho grego, carne sem saber a procedência), eu gostei, estava bem temperado com cebola e pimentão, o pão poderia ser quentinho. Pedimos água: 7 libras = 1 USD e o sanduba custou 13 libras = 2 USD. Hoje, conseguimos economizar na comida rsrsrs

Barcelo Pyramides Cairo

Barcelo Pyramides Cairo

Nosso churrasquinho grego: Shawarma

Nosso churrasquinho grego: Shawarma

O Frank queria provar cerveja egípcia, mas percebemos que bebidas alcoólicas não são vendidas assim facilmente para cidadãos. Deve ser somente para turistas.

Dormimos 1 hora a mais que prevíamos pois esqueci de mudar o horário do celular :)

Buffet café da manhã hotel

Buffet café da manhã hotel

Tomamos café no restaurante do hotel, a comida não estava tão saborosa, os pães estavam meio velhos e as frutas também.

O hotel não tem internet gratuito: ponto negativo. Compramos 60 minutos por 30 libras. E claro, achamos caro.

11h00 – Chegou Amer para nos levar ao aeroporto. Dessa vez pelo centro, conseguimos ver mais da cidade: a Cairo Tower, o Rio Nilo, a cidade dos mortos, a academia militar. Sensação térmica de 50 graus.

Mochilinha nas costas!

Mochilinha nas costas!

Voo novamente da Egyptair, super tranquilo, chegamos em Aswan! Transfer OK! Rumo ao cruzeiro do Nilo de Aswan a Luxor!

About Author
Careca, Catarinense de Joinville, mora há 5 anos em São Paulo. Criativo publicitário com 10 anos de experiência. Já passou por grandes agências de São Paulo como Grey, Ogilvy e Leo Burnett. Apaixonado por aventuras, cerveja, livros, filosofia, e todo tipo de pensamentos que causam boas reflexões. Não necessáriamente nessa ordem. Tem como propósito de vida, inspirar pessoas. Dos seus objetivos pessoais, apenas 2 ainda não foram concluídos, uma viagem pelo mundo, e tocar um projeto pessoal. E foi a partir desses objetivos que surgiu o projeto Hello Gringos.

Related Article