Pompéia, a cidade das cinzas
, / 1605 0

Pompéia, a cidade das cinzas

SHARE
Pompéia, a cidade das cinzas

A ideia de visitar Pompeia foi do Frank. Ele já tinha visto vários documentários e ele adora ruínas e histórias de civilizações antigas. Eu adoro turistar e claro, topei a ideia e comecei a planejar.

O primeiro passo foi comprar a passagem de trem antecipada para garantir um bom preço, comprei o trem 701 da Trenitalia. A dica é fazer uma conta no Paypal e cadastrar o cartão de crédito internacional, pois o site da Trenitalia não aceita o cartão brasileiro. Consegui comprar a passagem para Nápoles por 9EUR cada. Ida e volta pagamos 36 EUR. Há um trem mais rápido mas era mais caro e a diferença era pouca: 30 minutos. Madrugamos e pegamos o trem das 06h30, chegamos em Napoli Centrale as 08h30 e seguimos as placas para a Circunvesuviana. Lá compramos os bilhetes ida e volta. Havíamos lido no Viaje na Viagem que há um bilhete por EUR 4,60 que dura o dia inteiro e dá direito a usar o metro em Napoli mas o grosso do atendente do guichê falou que não existia e que tínhamos que comprar ida e volta por 2,60 EUR cada. Total de EUR 10,40. Também há um trem rápido para Pompei chamado campana express. Vimos que o Binário (Plataforma) para Sorrento (essa é a direção para Pompéia) era o 3 e fomos para lá, mas cuidado que passa vários trens e as vezes eles não dizem nada. Sempre bom perguntar para o local se vai a Sorrento.

Embarcamos e ufa, estávamos no trem correto. A viagem dura cerca de 30 minutos e o trem é bem velhinho e sujo e cuidado com as bolsas, há muito carteirista ou pickpockets na estação. Me assustei com a quantidade de imigrantes indianos e africanos na Itália. Também temos que ter cuidado com as pessoas que oferecem ajuda na estação, elas parecem estar uniformizadas, mas só querem te aplicar golpes.

Descemos na Pompei Scavi Villa dei Misteri e caminhamos 50m até a bilheteria, saia a direita, você verá vários restaurantezinhos e barraquinhas. Compramos uma água ali e depois fomos abastecendo a garrafinha em vários pontos de água potável.

entrada

fonte

O ingresso aumentou e está custando 13 EUR cada, era 11. Decidimos não alugar o áudio guia, mas é uma boa opção por 6,50 EUR e já tem em português :)

IMG_0207

Há uma mapa e um guia explicativo gratuito de todos os pontos por isso resolvemos não comprar o áudio guia. E foi ótimo! Também ficamos próximos dos guias em inglês para ouvir algumas explicações e curiosidades.

Pompei foi destruída no ano de 79 quando o Vesúvio derramou seu fogo na cidade. 5000 pessoas morreram. A população da cidade na época era de 20 mil pessoas. A cidade começou a ser construída no século XII AC pelos etruscos e tinha uma localização boa próximo ao porto e ao rio Sarno. As construções em pedras ficaram mais bonitas no governo de Otavio Augusto. Pompei também sofreu um terremoto em 62 e não tinha sido completamente reconstruída quando 17 anos depois veio a destruição total com a erupção do Vesúvio. A cidade permaneceu encoberta por pedras e cinzas até o século XVI, mas foi em 1748 que as escavações começaram. O sitio arqueológico é de 66 hectares, somente 45 foram restaurados até o momento. Ou seja, é gigante, passamos 6 horas lá dentro e não conseguimos visitar tudo. É muito fácil de caminhar, está bem sinalizado e com mapinha na mão fomos explorando todas as casas e nos deliciando em visitar as ruínas de uma cidade destruída por um vulcão.

IMG_0236 IMG_0240

O primeiro ponto de visitação são as termas subterrâneas (o clube da época) fora das muralhas da cidade que possuem umas pinturas eróticas que revelam como eles eram safadinhos naquela época. Tem 16 pinturas em seqüência e uma com 2 mulheres.

IMG_0210

IMG_0211 IMG_0216

De lá subimos pela Porta Marina (que é a entrada mais próxima do mar) e temos 2 templos de cada lado, depois chegamos a praça principal de Pompéia: o foro com sua colunas e inscrições. Do lado esquerdo, há um mercado intacto com cerâmicas e corpos incluindo de um cachorro.

IMG_0218 IMG_0222 IMG_0227 IMG_0232 IMG_0233

O que mais impressiona é ver os corpos, além desse lugar também é possível ver no Anfiteatro. Achei muito triste.

A larva do vulcão fez com que os corpos virassem pedras e preservou muito a maior parte das casas e pinturas e mosaicos.

Vimos obras lindas principalmente na Vila dos Mistérios e na Casa de Amorini Dorati, Casa dos Vetti, Casa da Pequena Fonte e muitas outras que abriram recentemente. As casas levam o nome do “achado” na mesma, ou obras com nomes ou objetos que revelam a profissão.

Casa dos Faunos

IMG_0322 IMG_0327

Casa Amorini Dorati

IMG_0302 IMG_0303 IMG_0311 IMG_0312

Casa da Pequena Fonte

IMG_0295 IMG_0297 IMG_0298 IMG_0299

Na caminhada à Vila dos Mistérios passamos pela Padaria onde podemos ver claramente a cozinha e os fornos; e pela Porta Herculano, umas das portas de entrada da cidade murada que tem esse nome por ser a rota a Herculano, foi construída em 89 AC e tem aprox. 7 metros.

IMG_0250 IMG_0246 IMG_0255 IMG_0278

A Vila dos Mistérios é uma das 100 vilas existentes na região do Vesúvio própria para agricultura e o que chama mais atenção é uma pintura na parede que retrata a vida de uma mulher que supostamente está se preparando para casar.

IMG_0266 IMG_0275

detalhe vila dos misterios

Depois na volta, paramos na casa do Trágico Poeta que na entrada tem um mosaico com um cachorro e um frase: Cuidado com o cão, que ainda é muito usado hoje em dia.

IMG_0279 IMG_0280 IMG_0281

Também vimos muitos banhos termais, o clube da época, há salas divididas para mulheres e homens. Vimos um super sistema de aquecimento da água em que os tijolos ficavam suspensos e o calor passava por baixo esquentando a água. E os tetos também eram pintados, está explicado a inspiração da capela sistina rsrs

IMG_0334 IMG_0332 IMG_0330

Passamos por vários “Termopolium” espécie de bar que serviam almoço. O povo de Pompeia tinha muito costume de almoçar fora.

IMG_0286

Outra casa que nos impressionou muito foi a de um dos traidores de Julio Cesar: Casca Longus, que possui um mesa com ornamento de leão e várias pinturas super bem conservadas.

IMG_0339 IMG_0340 IMG_0342

IMG_0286 IMG_0288

Até chegar no Anfiteatro, uma construção típica da época, mesmo formato do Coliseu, e tinha a mesma função: batalha de gladiadores super bem conservado, uma vez que data de 70 AC e tem capacidade para 20 mil pessoas. Lá dentro, havia a exposição dos corpos que falamos anteriormente.

20150615_142745 20150615_142951 IMG_0364 IMG_0363 IMG_0362 IMG_0361

Descansamos em uma área muito agradável com muitas arvores. Antes de voltar e tirar várias fotos do alto. Comemos uma pizza na única área para comer que fica abaixo do Foro.

Sinceramente não queríamos sair, mas estava muito calor e já eram 4 horas da tarde. Tiramos as ultimas fotos e pegamos o trem rumo a Nápoles, com gostinho de quero mais.

IMG_0383 IMG_0377

About Author
Ou simplesmente Gabi, mais fácil, mais rápido, como eu, descomplicada, prática, didática, exigente, mas não perfeccionista. 34, corpinho de 28, metade cearense metade paulista, coordenadora de eventos na Agência Incentivare. Viajante profissional, fã de Marisa Monte, spaghetti ao pesto, chocólatra, adoro uma cervejinha com os amigos e um bom vinho com meu amor ao som de Dave Mathews. Libriana decidida e dedicada. Apaixonada pela vida e pelas pessoas. Focada, planejada e com vontade de compartilhar tudo que vê pelo mundo afora.

Related Article