Abu Simbel
, / 1242 0

Abu Simbel

SHARE

Acordamos as 03h00 para ir a Abu Simbel, para sair as 03h30, mas no final valeu a pena!

São 275 km de estrada a sul de Assuã, na terra Núbia, próximo a fronteira com o Sudão, e a estrada é boa! Mas os egípcios buzinam muito e na volta, corremos um pouco de perigo, foi com emoção!

Selfie no Lago Nasser, solzinho da manhã :)

Selfie no Lago Nasser, solzinho da manhã :)

DSC04332

Abu Simbel – 4 estatuas de 20m de Ramses II

Chegamos as 07h20, o sol estava calmo ainda, horário perfeito para começar a visita! O complexo foi feito durante o reinado de Ramsés II (dinastia 19, mais ou menos em 1300 a.C), um dos faraós mais conhecidos da antiguidade com 68 anos de governo, em homenagem a ele e a sua esposa Nerfertari. Os dois templos foram  descobertos em 1812 por um arqueólogo italiano, estavam em um outro lugar e depois da construção da represa de Assuã, passou a correr perigo. Virou Patrimônio da Humanidade na década de 60, quando a Unesco juntamente com o governo do Egito fez o projeto para tirá-lo da beira do lago Nasser e coloca-lo a 200m do local original para protege-lo da água. Há documentários sobre esse feito. Custou 36 milhões de dólares. O Frank já assistiu :)

Esse lago Nasser é o segundo maior lago artificial do mundo com 500 km foi feito graças a represa de Aswan, a terceira maior do mundo, perde apenas para as 3 gargantas na China e para a Itaipu no Brasil.

As estátuas colossais de Ramsés de 20 m marcam a entrada do templo e são 4 imagens dele em diferentes épocas da vida, da esquerda para a direita, de jovem a mais velho. Para mim são todas bem parecidas.

Estatuas bem conservadas de Ramsés !!

Estatuas bem conservadas de Ramsés !!

A segunda cabeça caiu em 56 a.C no terremoto de Tebas que destruiu outros templos da antiguidade egípcia. Uma pena! Mas a cabeça está no chão para que possamos admira-la.

Detalhe da cabeça da segunda estátua no chão

Detalhe da cabeça da segunda estátua no chão

Frank no Templo de Ramsés

Pensar que tudo isso estava encoberto com areia e foi feito na rocha é impressionante!

Dentro do templo, tem imagens muito bem conservadas, mas não podemos tirar fotos (justamente para conservar), tem Ramsés com arco e flecha, em carros de guerra que eram cavalos. Ramsés e Nefertari (sua esposa preferida) tocando música e com oferendas e incensos. Aparece muito o deus da fertilidade, Min. E como sabemos? Porque ele está sempre com o membro levantado… rsrsrs

 

Detalhes da entrada

Detalhes da entrada

Tem um santuário com 4 estátuas, são 3 deuses e Ramsés entre eles. Se conta que o sol entra nessa sala 2 vezes ao ano somente em 22 de fevereiro e em 22 de outubro e encosta nos ombros deles, mas nunca toca a primeira estatua, pois é do Deus da escuridão.

Aprendemos sobre  a chave da vida que significa imortalidade (e outras coisas mais que contaremos depois), o deus dos deuses Amon Ra, o deus do Sol. Nesse templo vemos muito sobre as deusas Isis e Hátor.

Hátor é, junto a Isis, a mais venerada das deusas. É a deusa do amor, da felicidade, da dança e da música. Também é a protetora da necrópole de Tebas que sai da falésia para acolher os mortos e velar os túmulos.  É adorada na forma de uma mulher com chifres de vaca e disco solar na cabeça.

Já, a Isis é a mais popular de todas as deusas egípcias, o modelo das esposas e mães, a protetora da magia invencível.

Após a morte de Osíris (seu marido que foi assassinado pelo seu irmão Seth e Osísris é irmão de Isís), ela reúne os pedaços dele para chorá-lo, e se empenha em reanimá-lo e dele concebe um filho, Hórus.  Usa na cabeça um assento com espaldar que é o hieróglifo de seu nome.

 

Ao lado desse templo, há outro com estátuas menores de Ramsés II e sua amada Nefertari, ele teve mais de 80 mulheres e mais de 100 filhos.

Hellogringos em Abu Simbel

Hellogringos em Abu Simbel

Templo de Nerfetari

O Egito é um país muito rico em história, estamos vendo algo construído há mais de 3500 anos. E os arqueólogos estão descobrindo coisas mais antigas, de 7000 anos.

Enquanto ouvíamos Ahmed nos contar as histórias do Egito Antigo, nos fez pensar que as pessoas não mudaram ao longo dos anos, tudo gira em torno de poder, amor, terra, religião, cultura, conquistas, vinganças e cada Deus egípcio nos ensina muito.

“Eu vejo o futuro repetir o passado, eu vejo um museu de grandes novidades. O tempo não para”, já dizia Cazuza, muito sabiamente.

Esse templo foi um bom começo dessa trip, vem muito mais pela frente, confiram nas fotos.

Complexo de Abu Siimbel

Complexo de Abu Siimbel

About Author
Ou simplesmente Gabi, mais fácil, mais rápido, como eu, descomplicada, prática, didática, exigente, mas não perfeccionista. 34, corpinho de 28, metade cearense metade paulista, coordenadora de eventos na Agência Incentivare. Viajante profissional, fã de Marisa Monte, spaghetti ao pesto, chocólatra, adoro uma cervejinha com os amigos e um bom vinho com meu amor ao som de Dave Mathews. Libriana decidida e dedicada. Apaixonada pela vida e pelas pessoas. Focada, planejada e com vontade de compartilhar tudo que vê pelo mundo afora.

Related Article