Trekking no Annapurna
, / 700 0

Trekking no Annapurna

SHARE
Trekking no Annapurna

Esse post é para pessoas que não fazem trekking mas querem viver essa experiência!

Contaremos aqui passo a passo como fizemos: A saída para o trekking na belíssima região de Annapurna é da cidade de Pokhara e para chegar lá a forma mais barata é de ônibus, são 200 km de Katmandu, foram quase 7 horas (com 3 paradas) em um ônibus turístico com WIFI. Não espere um ônibus bom e nem um WIFI rápido. A estrada também não é nenhuma railway, mas é linda! Já dá pra sentir o que vem pela frente, montanhas, rios, vilarejos e chegando perto a montanha com neve eterna, branquinha se misturando com as nuvens. Um espetáculo.

DSC09399 DSC09393

O almoço foi bom por 5USD + café por 2USD.

Comidas na estrada:

DSC09397 DSC09396

O hotel que ficamos foi excelente: Grand Holiday, bem perto do Lago que é a principal atração da cidade.

Descansamos a tarde toda e comemos uma boa pizza no Café Concerto.

Nosso trekking começou no dia seguinte. Estávamos na dúvida se devíamos contratar um guia ou não e decidimos que seria melhor ir com alguém local pois não somos “trekkers”. A diferença de preço é grande mas não nos arrependemos. A agencia Adventure Bound cobrou USD 590 por 2 pessoas vejam os custos abaixo:

Trekking  Valor
Permits e TIMS USD 90,00
Guia 5 dias USD 125,00
Alimentação (3 pax) USD 150,00
Hospedagem Pokhara (2 pax – 3 diárias) Guia 1 diária USD 80,00
Hospedagem Montanha (3 pax – 3 diárias) USD 30,00
Taxi Pokhara – Nayapul (ida e volta) USD 40,00
Ônibus KTM – Pokhara (3 pax) (ida e volta) USD 75,00
 Total USD 590,00

Sem guia teríamos economizado uns USD 200, mas não teríamos conhecido o Santos que nos acompanhou e foi excelente, com ele, nem precisamos pensar em nada sobre a trilha. Qual caminho seguir, onde comer, onde dormir e sem dúvida, ele sabia os melhores lugares.

DSC09463

Se você quer fazer um trekking no Nepal a primeira coisa a fazer é pagar a permissão (PERMIT) e fazer o TIM card. São controles do governo e da região bem sérios para a própria segurança das pessoas que se aventuram nas montanhas. É permitido ir sozinho, mas é preciso portar esses dois documentos. Pois há vários postos de controle na estrada e eles verificam esses documentos. Os preços variam de acordo com o roteiro e região. O nosso foi USD 45,00 por pessoa. É preciso ter 2 fotos 3×4 e cópia do passaporte.

DSC09416 DSC09415

O que levar para o trekking?

Como já falamos, nós não somos esportistas e estamos com o peso da mochila contado e o dinheiro também, então não compramos nada de equipamentos, mas no bairro do Thamel tem uma oferta grande de equipamentos e roupas.

Nós levamos de roupa: 2 calças cada um (jeans), 2 casacos, 2 echarpes, 2 gorros, 4 camisetas leves, roupas intimas contadas.

Sentimos falta de luvas.

Fomos de tênis mesmo, mas é bom ir com botas de trekking, mais pesadas.

É bom levar comidinhas para os intervalos, pois lá é mais caro, como barrinha de cereais, chocolates, etc. Foi super útil.

Levamos álcool gel, toalhinhas umedecidas e pouca coisa de higiene pessoal (tive que abandonar minha nécessaire)

É bom levar 1 garrafa de água de 1 litro, pois pelo caminho há vários pontos para refil e custa de 50 a 70 rupias.

As teahouses cobram por energia, geralmente 100 rupias. Também cobram por banho quente, também 100 rupias. Parece que estamos no Camboja, tudo por 1 USD.

Levamos somente 1 mochila para os dois e fomos revezando pelo caminho. O peso ficou entre 6 e 8 kg. Não contratamos porter, mas se você optar pelo trekking mais longo, recomendo, pois realmente a cada dia a mochila vai ficando mais pesada. Há vários porters pelo caminho.

Para o nosso trekking foi OK. Mas o blog amigo Estações do mundo tem um post detalhado sobre o que levar e eles fizeram o ABC, chegaram na base do Annapurna :)

Pegamos um taxi do hotel em Pokhara até Nayapul para começarmos a caminhada. A viagem durou 1h30 com parada para fotos. É essa montanha com a pontinha branca que queremos ver.

DSC09398

Vejam o roteiro que escolhemos que chama Ghorepani Poon Hill (3,210m acima do nível do mar). O Poon Hill é o pico mais famoso dessa região.

DSC09434

Dia 1 – Nayapul – Tikedhunga (parada para almoço)

Tikedhunga – Ulleri (pernoite)

Total de 08h caminhando e subindo

Dia 2 – Ulleri – Gorepani (parada para almoço, jantar e pernoite)

Total de 04 h

Aqui é a parada para subir no Poon Hill

Dia 3 – Ghorepani – Tadapani (parada para almoço)

Total de 04 h

Tadapani – Ghanduk

Total de 03 h de descida!

Dia 4 – Ghanduk – Nayapul

Vejam no próximo post como foi cada dia da nossa aventura nas montanhas do Annapurna.

DSC09417

Related Article